Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

  • 18/03/2017
  • 14:08
  • Atualização: 14:11

Executivo da BRF é preso no Aeroporto Internacional de Guarulhos

Gerente teve a prisão preventiva decretada

Frigoríficos envolvidos na Operação Carne Fraca maquiavam carnes vencidas com ácido ascórbico  | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

Frigoríficos envolvidos na Operação Carne Fraca maquiavam carnes vencidas com ácido ascórbico | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O gerente de Relações Internacionais e Governamentais da Brasil Foods (BRF), Roney Nogueira dos Santos, foi preso pela Polícia Federal (PF) neste sábado no Aeroporto Internacional de Guarulhos após desembarcar vindo do exterior.  Segundo a assessoria da BRF, Santos se entregou às autoridades. O gerente teve a prisão preventiva decretada ontem pela operação Carne Fraca, da PF. Ele é acusado de influenciar fiscais do Ministério da Agricultura.

Login e senha

“(Roney Nogueira) remunera diretamente fiscais contratados, presenteia com produtos da empresa, se dispõe a auxiliar no financiamento de campanha política e até é chamado a intervir em seleção de atleta em escolinha de futebol. Com tantas benesses, há notícia de que ele possui login e senha para acessar diretamente o sistema de processos administrativos (SEI) do MAPA (Ministério da Agricultura), obviamente de uso restrito ao público interno”, disse o juiz federal Marcos Josegrei da Silva, que determinou a prisão do gerente.

Segundo a PF, os frigoríficos envolvidos na Operação Carne Fraca maquiavam carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam para vendê-las.  As empresas, de acordo com a polícia, subornavam fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para que autorizassem a comercialização do produto sem a devida fiscalização. A carne imprópria para consumo era destinada tanto ao mercado interno quanto à exportação.