Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 19 de Novembro de 2017

  • 08/04/2017
  • 11:43
  • Atualização: 12:19

Temer agradece presidente da China por solução para questão da Carne Fraca

País suspendeu produtos do Brasil, mas retomou após negociações com governo brasileiro

Temer agradece presidente da China por solução para questão da Carne Fraca  | Foto: José Cruz / Agência Brasil / CP

Temer agradece presidente da China por solução para questão da Carne Fraca | Foto: José Cruz / Agência Brasil / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O presidente Michel Temer conversou com o presidente da China, Xi Jinping, e agradeceu a "solução efetiva" dos problemas de importação da carne do Brasil. Temer também reforçou o interesse em aprofundar a cooperação bilateral entre os dois países. As informações foram divulgadas, neste sábado, em nota, pelo Palácio do Planalto.

Leia mais sobre Operação Carne Fraca

A China suspendeu a importação da carne brasileira após a deflagração, no dia 17 de março, da Operação Carne Fraca, pela Polícia Federal (PF), e, dias depois, após negociações com o governo brasileiro, reabriu o mercado para o produto com restrições apenas a carne de frigoríficos sob investigação na operação. "O presidente Michel Temer reforçou o interesse de juntar esforços dos dois lados para o maior aprofundamento da cooperação bilateral e agradeceu à parte chinesa a solução efetiva do tema da exportação dos produtos de carne brasileira à China", diz a nota.

O Planalto informa ainda que Xi Jinping "fez votos de que a cooperação econômico-comercial sino-brasileira se desenvolva de forma contínua e saudável para maior benefício dos dois povos". De acordo com a nota, os dois presidentes reiteraram a importância que ambos atribuem à parceria estratégica global entre Brasil e China. O presidente chinês manifestou a Temer as boas-vindas em função de sua ida a China para a Cúpula dos Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que será realizada em setembro. Este ano, a reunião de cúpula do grupo ocorrerá na cidade chinesa de Xiamen.