Correio do Povo | Notícias | Marcelo Oliveira cita experiência e diz se sentir à vontade como zagueiro

Porto Alegre, sábado, 24 de Agosto de 2019

  • 17/11/2018
  • 19:19
  • Atualização: 19:35

Marcelo Oliveira cita experiência e diz se sentir à vontade como zagueiro

Lateral do Grêmio acredita que clube tem tudo para terminar 2018 de maneira positiva

Marcelo Oliveira cita experiência e diz se sentir à vontade como zagueiro  | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP

Marcelo Oliveira cita experiência e diz se sentir à vontade como zagueiro | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Ainda sem poder contar com Walter Kannemann, o Grêmio deve, mais uma vez, ter uma improvisação na defesa diante da Chapecoense, neste domingo, na Arena. Michel foi utilizado contra o São Paulo, na última quinta-feira, e amanhã pode ser a vez de Marcelo Oliveira. Em entrevista coletiva, o jogador disse que se sente bem para atuar na defesa e lembrou que a tarefa não é estranha para ele. 

"Sempre deixei claro que a posição de zagueiro era um lugar em que eu jogava também. Eu gosto e me sinto muito bem. Comecei lá em 2013, jogando no Palmeiras. A minha estreia foi numa Libertadores. Então estou bem acostumado a atuar ali", disse o lateral.

O jogador gremista, no entanto, ainda não admite abandonar a posição de lateral para ser um zagueiro efetivo. "Isso eu semrpe tive comigo, de que pode chegar um hora de eu ficar em definitivo na zaga. Eu não chegar aqui e falar que a partir de amanhã eu sou zagueiro, mas eu tenho isso comigo desde a época em que joguei no Palmeiras", explicou. 

Marcelo Oliveira afirmou que o objetivo do Grêmio é terminar o ano bem e acredita que a temporada foi muito positiva para o time, apesar da eliminação na Libertadores. "O título está distante, mas a gente está buscando a vaga direta na Libertadores. Eu acredito que vamos terminar bem. E o ano foi positivo. A expectativa era enorme, mas a gente não pode esquecer o primeiro semestre, quando ganhamos a Recopa e o Gauchão. Isso é recente, mas passa despercebido por conta da eliminação na Libertadores", argumentou.