Correio do Povo

29/03/2015 15:36 - Atualizado em 29/03/2015 15:45

Notícias > Geral

Brique da Redenção comemora 37 anos

Local é inspirado na feira Tristan Narvaja, de Montevidéu, no Uruguai

Local é inspirado na feira Tristan Narvaja, de Montevidéu, no Uruguai- Crédito: Tarsila Pereira
Local é inspirado na feira Tristan Narvaja, de Montevidéu, no Uruguai
Crédito: Tarsila Pereira

O domingo foi especial para os comerciantes do Brique da Redenção. O patrimônio cultural de Porto Alegre, e uma das mais tradicionais atrações da cidade, completou 37 anos de existência. E para comemorar a data, uma pequena solenidade ocorreu no local, próximo a área das bancas dos antiquários - onde o brique começou. “O brique nasceu, também, do auxílio de personalidades, como Nico Fagundes, Tânia Carvalho e o historiador Leandro Telles”, relatou João Moacir Boff, integrante da Comissão Deliberativa dos Antiquários do Brique. Segundo ele, no primeiro domingo de brique, haviam apenas 12 bancas. “No segundo domingo passou para 16. Hoje, 66 bancas forma o Brique da Redenção”, contou. Boff, que também é proprietário de uma das bancas, ainda ressaltou que, devido a movimentação de pessoas em todos os domingos, a procura de espaço promovida por novos expositores é grande. “Há pessoas que esperam por mais de 10 anos por um espaço no brique”, revelou. Conforme Boff, o Brique da Redenção é inspirado na feira Tristan Narvaja, de Montevidéu, no Uruguai. “O brique foi inaugurado em março de 1978, após um grupo de vereadores da Capital visitarem essa feira de Montevidéu para buscar inspiração”, contou.

GERAL > correio@correiodopovo.com.br