Correio do Povo

24/10/2017 14:28

Notícias > Economia

FEE lança ferramenta que integra diversos indicadores sobre economia do RS

Utilizando plataforma de código aberto, acesso e uso é completamente gratuito

 - Crédito:

A economia do Rio Grande do Sul sintetizada em um só local. Essa é a proposta do Monitor da Economia Gaúcha (Meg), ferramenta lançada ontem pela Fundação de Economia e Estatística (FEE), que consolida e integra diversos indicadores sobre a atividade econômica no Estado, como de mercado de trabalho, de confiança, de nível de atividade, de inadimplência e crédito, e inflação e níveis de preços. O aplicativo está disponível no Visualiza FEE (www.visualiza.fee.tche.br), portal com aplicativos de visualização de dados. “É uma gama bastante ampla de informações, as quais a gente sintetiza em um único ambiente e proporciona uma análise dos dados de maneira simples, bastante fácil e objetiva”, resume o economista e assessor técnico da Presidência da FEE, Jéfferson Augusto Colombo. Ele ainda explica que a ferramenta vai além, pois nela é possível acessar a Dinâmica Macroeconômica, que dá uma ideia de como as variáveis estão se comportando no que se refere à taxa de crescimento acumulada em 12 meses, se ela está acelerando ou desacelerando, por exemplo. “É um fator importante, porque mostra tendência. É bastante útil para identificar variáveis que representam diferentes dimensões da Economia”, explica. Com uma interface simplificada, o Meg dá uma visão panorâmica sobre a conjuntura da economia e consolida dados de diferentes fontes, como a própria FEE, o IBGE, o Banco Central do Brasil, o Ministério do Trabalho e Emprego, a FIERGS, a Fecomércio RS, a Alphaplan Inteligência em Pesquisas e a FipeZap. “Em resumo, o Meg proporciona uma visão sistemática, ampla, de como as coisas estão indo na Economia do Rio Grande do Sul e isso é bastante útil para gestores privados e públicos, pesquisadores e jornalistas econômicos”, define Colombo. Dentro do Monitor, há trÇes há três funcionalidades principais: séries de tempo, tabela sintética de variações e dinâmica macroeconômica. Através delas, pode-se, por exemplo, pesquisar a taxa de desemprego comparando-a com índice de inflação. Todas as informações serão atualizadas mensalmente e é possível fazer download dos dados. O Meg foi desenvolvido utilizando a plataforma tecnológica de código aberto Shiny, que garante o acesso e uso da ferramenta de forma completamente gratuita.

ECONOMIA > correio@correiodopovo.com.br