Correio do Povo

14/11/2017 16:13 - Atualizado em 14/11/2017 16:18

Arte & Agenda > Variedades

Cartas escritas por Carlos Gardel irão a leilão

Lote é integrado por sete correspondências, além de um telegrama e o manuscrito original do tango "Poncho del olvido"

As carta foram todas dirigidas a seu amigo e administrador José Razzano- Crédito: Miguel Rojo / AFP / CP
As carta foram todas dirigidas a seu amigo e administrador José Razzano
Crédito: Miguel Rojo / AFP / CP

Antigas cartas escritas por Carlos Gardel, que serão leiloadas na terça-feira, revelam uma veia de cronista pouco conhecida do mais famoso cantor de tango da história. O lote, que será leiloado pela Remates Corbo em Montevidéu, no Uruguai, é integrado por sete correspondências- algumas escritas de próprio punho -, além de um telegrama, o manuscrito original do tango conhecido como "Poncho del olvido" e outros documentos pessoais. As cartas, todas dirigidas a seu amigo íntimo e administrador José Razzano, têm um grande valor de pesquisa, afirmou à agência de notícias AFP o leiloeiro Eduardo Corbo. "Ele foi para a Europa com uma novidade que ele gostava, quando o mundo saiu do Art Nouveau e entrou no Art Deco. Eram os anos loucos, o tango estava começando a provar", disse Corbo, cercado por obras de arte em uma antiga casa na Cidade Velha que abriga sua galeria. Quase todas as elas pertencem aos descendentes de um rico colecionador uruguaio falecido, e datam da década de 1920. Elas revelam uma veia cronista de Gardel pouco conhecida, que, além da imagem de um galante com cabelos lisos e um sorriso encantador, retratam sua personalidade vital e aventureira.

VARIEDADES > correio@correiodopovo.com.br