Correio do Povo

19/01/2019 09:08 - Atualizado em 19/01/2019 09:23

Notícias > Rural

Mobilização pedirá ajuda aos produtores prejudicados pelas enchentes e temporais

Entidades esperam medidas como apoio à comercialização e prorrogação de empréstimos

 - Crédito:

Entidades rurais começaram a se movimentar nesta semana para pedir ao governo federal e instituições financeiras medidas que socorram os produtores que sofreram prejuízos por causa das enchentes e temporais. As perdas continuam sendo contabilizadas já que, nos últimos dias, as chuvas voltaram a se intensificar nos municípios já atingidos. Segundo o vice-presidente da Federarroz, Alexandre Velho, solicitou-se ao Banco do Brasil a disponibilização de recursos para comercialização. Na próxima terça-feira, a entidade também voltará a Brasília para apresentar a dimensão dos danos à Casal Civil e ao Ministério da Agricultura. “Ainda vamos estudar que medidas pleitear, porque as perdas tendem a ser maiores do que já havíamos divulgado (900 mil toneladas de arroz)”. O vice-presidente da Farsul, Tarso Teixeira, diz que a expectativa é que haja anúncio de prorrogação ou parcelamento do pagamento das operações de custeio para as culturas do arroz, soja e pecuária. Adiantando-se às demandas, agentes do Banco do Brasil iniciaram levantamento das perdas na Fronteira-Oeste e Campanha para subsidiar a tomada de decisões da diretoria do banco sobre as possíveis ações que poderão ser anunciadas. O gerente do Mercado Agronegócio, Anderson Quevedo do Nascimento, que visitou seis cidades atingidas, destacou que o contato também conscientizou os agricultores da importância do seguro rural. Informou ainda que o produtor que tiver prejuízos comprovados por laudo técnico pode recorrer à medida de prorrogação dos vencimentos, uma situação prevista no Manual do Crédito Rural.

RURAL > correio@correiodopovo.com.br