Correio do Povo | Notícias | Prefeitura de Porto Alegre vai recorrer da decisão do TCE sobre obras no entorno da Arena

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

  • 13/12/2018
  • 15:41
  • Atualização: 16:01

Prefeitura de Porto Alegre vai recorrer da decisão do TCE sobre obras no entorno da Arena

Procuradoria-Geral do Município diz que irá melhor explicitar ao tribunal o embasamento técnico

Procuradoria-Geral do Município diz que irá melhor explicitar ao tribunal o embasamento técnico  | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Procuradoria-Geral do Município diz que irá melhor explicitar ao tribunal o embasamento técnico | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Prefeitura de Porto Alegre informou que irá recorrer da decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que emitiu medida cautelar suspendendo as negociações do Executivo com a empresa Karagounis para a execução das obras do entorno da Arena do Grêmio. Na manhã desta quinta-feira o TCE publicou no seu site a notícia de que estava suspendendo o prévio acordo.

No recurso, cujo prazo para apresentação termina na próxima segunda, dia 17, a Procuradoria-Geral do Município (PGM) irá melhor explicitar ao Tribunal o embasamento técnico que autoriza a revisão das medidas mitigatórias do empreendimento, assim como apresentar os orçamentos avaliados pelo município para a execução das obras.

Segundo comunicado da prefeitura, no último esclarecimento que o município havia feito para o TCE, anterior à decisão desta quinta pelo conselheiro César Miola, a área técnica ainda não havia concluído a análise dos orçamentos feitos pela empresa para a aferição das garantias correspondentes.

Grêmio quer comprar Arena até o final de 2019

Na manhã desta quinta-feira o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Junior, em entrevista para a Rádio Guaíba revelou que acredita que no final de 2019 o Grêmio irá conseguir controlar o estádio antes do prazo contratual de 2032. Ele espera que as negociações para compra definitiva avancem nos últimos dias deste ano.

O presidente tricampeão da América crê que assim que o imbróglio seja resolvido a aquisição da administração do estádio seja rapidamente resolvido. “Tudo isso conjugando, rapidamente conseguiremos fazer a compra da compra antecipada, que é o resultado da nossa negociação. Não esperar 20 anos para fazer, mas comprar agora com 13 ou 14 e gerir o estádio por inteiro”, declarou.