Correio do Povo | Notícias | Universitária presa por tráfico de drogas é solta em Passo Fundo

Porto Alegre, domingo, 22 de Setembro de 2019

  • 29/01/2016
  • 18:21
  • Atualização: 18:33

Universitária presa por tráfico de drogas é solta em Passo Fundo

Jovem foi presa em flagrante na quinta-feira traficando em frente ao prédio onde mora

Foram apreendidos 83 comprimidos da droga sintética, duas cápsulas de MD e oito pontos de LSD, além de uma quantia em dinheiro. | Foto: Lucas Cidade / Rádio Uirapuru / CP

Foram apreendidos 83 comprimidos da droga sintética, duas cápsulas de MD e oito pontos de LSD, além de uma quantia em dinheiro. | Foto: Lucas Cidade / Rádio Uirapuru / CP

  • Comentários
  • Acácio Silva

A estudante universitária presa em flagrante nessa quinta-feira em Passo Fundo, acusada de tráfico de drogas, foi solta nesta sexta-feira pela justiça. Ela foi presa com 89 comprimidos de ecstasy, duas cápsulas de MD e oito pontos de LSD, além de R$ 1.160,00 em moeda corrente.

A jovem foi presa por agentes da 1ª Delegacia de Policia Civil quando vendia drogas para três pessoas na portaria do prédio, onde mora na rua Benjamin Constant, no centro de Passo Fundo. Segundo o delegado Diogo Ferreira, ela estava de posse de 40 comprimidos de ecstasy. No apartamento, os policias apreenderam mais 49 comprimidos da droga sintética, duas cápsulas de MD e oito pontos de LSD, além de uma quantia em dinheiro.

O delegado disse que a jovem revelou que recebia a droga do litoral catarinense e distribuía, principalmente em festas em casas noturnas. A universitária foi autuada em flagrante e recolhida ao presídio regional de Passo Fundo. Porém, o juiz plantonista Luiz Cristiano Aires, ao analisar o flagrante, concedeu de ofício a liberdade para a acusada.

Com isso, a universitária foi solta do presídio na tarde desta sexta-feira. Ela foi responder o processo em liberdade mediante o cumprimento de medidas cautelares como apresentação no Fórum e recolhimento a sua residência no período da noite.

O delegado Diogo Ferreira disse que a impunidade propícia o aumento do tráfico de drogas. Segundo ele, o Judiciário tem tomado decisões que acabam desmotivando os policiais e motivando a comercialização deste tipo de drogas. Para o delegado, a difusão de drogas sintéticas entre os jovens é preocupante e, por isso, a policia tem que continuar intensificando a repressão.